Dicas

Dr. Pinheiro Correia

Dica #27

Há milhares e razões para deixar de fumar, o seu sorriso é uma delas!

Os fumadores têm 50% mais probabilidade de contrair cancro nas bochechas, gengivas e interior dos lábios. Se precisa de um truque para combater o vício sugerimos que substitua os seus cigarros por uma porção de fruta.

Terá muitas mais razões para sorrir!

Dica #26

Utilize uma escova de dentes de tamanho adequado, macia e com uma cabeça pequena, para evitar lesões sobre os dentes e gengivas.

Dica #25

Sabe o que deve beber para reduzir o mau hálito?

Sabia para que manter um hálito fresco é importante consumir bastante água ao longo
do dia, mantendo-se hidratado.

Evite também o consumo de cafeína, álcool e bebidas açucaradas.

Dica #24

Sabia que a diabetes afeta a sua saúde oral?

A diabetes aumenta a probabilidade de contrair cáries, gengivites, periodontites, doenças gengivais,entre outros problemas orais.

É essencial visitar o dentista com regularidade, e manter o controlo dos níveis de glicose no sangue, para reduzir a probabilidade de perder dentes, que nos diabéticos é superior.

Dica #23

Sabia que a cárie dentária pode iniciar-se assim que nasce o primeiro dente?

É fundamental que os pais saibam que os bons hábitos de saúde oral começam muito cedo. Estabeleça bons hábitos alimentares desde o inicio, limitando a quantidade e a frequência do consumo de alimentos e bebidas açucaradas.

O consumo excessivo de açucares através de alimentos processados e refrigerantes é um dos principais fatores de risco das doenças orais, sendo que o risco de cárie dentária aumenta se consumir açúcar mais do que quatro vezes por dia ou quando o consumo é superior a 50 gramas (cerca de 12 colheres de chá).

Dica #22

Sabia que as águas com sabores podem estar a prejudicar a sua saúde oral?

Isto porque são feitas com citrinos ou outras frutas ácidas que causam uma erosão significativa dos dentes promovendo a dissolução gradual do esmalte. A longo prazo pode vir a sofrer de sensibilidade dentária e um risco mais elevado de ter cáries.

Se tem o hábito de escolher estas bebidas, tenha especial atenção ao pH da mesma e saiba que quanto menor o pH da bebida maior é o risco para a sua saúde oral.

Dica #21

Sabia que os seus dentes vão escurecendo com o passar dos anos?

O tom do esmalte dos dentes vai escurecendo e ficando mais amarelo com o passar dos anos devido à sua composição que se vai alterando e devido ao próprio desgaste e uso. Apesar de este ser um processo natural é possível fazer com que não seja tão severo e rápido.

Comece por evitar a ingestão de certos alimentos e bebidas, como é o caso do café, chá e vinho tinto. Se é fumador, tem também aqui mais um motivo para largar este vício. Além de todas estas recomendações, não descure uma boa higiene oral.

Dica #20

Sabia que a escovagem dentária nas crianças tem características diferentes consoante a idade da mesma?

  • 0-3 Anos: escovagem realizada pelos pais a partir da erupção do primeiro dente, 2x/dia (uma obrigatoriamente ao deitar), utilizando uma gaze, dedeira ou escova macia de tamanho adequado;
  • 3-6 Anos: escovagem realizada progressivamente pela criança, devidamente supervisionada e auxiliada, 2x/dia (uma das quais obrigatoriamente ao deitar), utilizando escova macia de tamanho adequado.A quantidade de dentífrico fluoretado (1000-1500 ppm) deverá ser semelhante ao tamanho da unha do 5º dedo da criança;
  • >6 Anos: escovagem realizada pela criança, devidamente supervisionada e auxiliada caso não possua destreza manual suficiente, 2x/dia (uma das quais obrigatoriamente ao deitar), utilizando escova macia (ou em alternativa média). A quantidade de dentífrico fluoretado (1000-1500 ppm) deverá ser do tamanho de uma pequena ervilha ou até 1cm de dentífrico.

Dica #19

Sabia que o branqueamento dentário profissional é um ato médico que só pode ser realizado por profissionais de saúde oral?

Isto devido aos riscos relacionados com a natureza dos produtos branqueadores utilizados. O branqueamento dentário implica a realização de um exame clínico prévio, a aplicação de medidas preventivas operatórias aquando da aplicação ou uso dos produtos de branqueamento pelo utente, para evitar complicações orais e criar condições a tornar o resultado mais eficaz.

As orientações e aplicações pelo médico dentista evitam tempos excessivos ou exposições desnecessárias aos produtos de branqueamento, enquanto tratamento. Assim, fica assegurada a ausência de fatores de risco, ou outras doenças orais que não aconselham a realização do branqueamento.

Nos produtos de venda livre não se pode garantir que a aplicação por terceiros na boca do utente cumpre com todas as regras de higiene e segurança.

Dica #18

Sabia que os vegetais podem e devem ser incluídos nos lanches dos mais pequenos?

A cenoura, a alface, o tomate e outros vegetais tornam os lanches mais ricos em nutrientes e ajudam a proteger os dentes das bactérias.

Dica #17

Sabia que devia evitar respirar pela boca?

Geralmente quem respira pela boca tem tendência para ter as gengivas cronicamente vermelhas e inflamadas, mesmo que tenha uma boa saúde oral. As gengivas podem também sangrar com frequência e os dentes apresentar mais cáries do que seria de esperar.

Estes e outros sintomas são o resultado da acumulação de bactérias na boca devido ao facto de esta ficar extremamente seca.

Dica #16

Sabia que as alterações estéticas, de dentes e das gengivas, que surgem com a idade podem ser corrigidas?

Com a idade os dentes podem sofrer alterações de cor ficando mais amarelos e/ou acastanhados, assim como podem surgir dentes com aspecto longo, devido à retracção gengival, ou mais curtos, por causa do desgaste.

Existem tratamentos, por vezes simples e pouco dispendiosos, que podem ajudar a melhorar a estética em algumas situações como, o recurso a resinas compostas ou ao branqueamento dentário.

Outros mais complexos e completos como reabilitações protéticas fixas ou o recurso à ortodontia (correcção do posicionamento dentário), podem ser soluções também indicadas nestas idades.

Dica #15

Sabia que a higiene oral da grávida pode influenciar a saúde do bebé?

A higiene oral é a mais eficaz medida preventiva para evitar infecções da cavidade oral.

A mãe pode infectar o bebé por meio de microrganismos provenientes de doenças infecciosas como a cárie dentária e doenças periodontais.

Dica #14

Sabia que há alimentos que protegem os dentes?

Os laticínios, como o queijo, o leite simples e os iogurtes não açucarados, têm propriedades protetoras dos dentes. Como são ricos em cálcio e fósforo protegem também da cárie dentária.

Dica #13

Sabia que existe uma forma correta de usar o fio dentário?

Retire da embalagem cerca de 40cm e enrole no dedo médio de uma mão a maior parte dele. O restante, no dedo médio da outra mão. Com a ajuda dos polegares retire os restos de alimentos dos dentes de cima e com os indicadores, dos inferiores.

Não deixe de efetuar o seu check-up dentário com regularidade.

Dica #12

Com o Verão à porta é difícil resistir a um gelado, mas sabia que ao ingeri-los em excesso pode estar a contribuir para a sua sensibilidade dentária.

Cerca de dois terços dos indivíduos já sentiram pontada ou dor nos dentes devido à ingestão de alimentos e bebidas frios, porque a dentina perde a sua proteção natural expondo os nervos aos estímulos externos.

Dica #11

Sabia que a Halitose, mais conhecida como mau hálito, pode ser evitada de diversas formas? Siga estes passos:

  • Boa higiene oral que inclua a escovagem, limpeza interdentária e o uso de raspadores linguais;
  • Ingestão diária de água suficiente para manter uma correta hidratação;
  • Utilização de elixires, recomendados pelo seu médico dentista, contendo agentes específicos.

Dica #10

Sabia que com pequenos gestos está a proteger a saúde oral do seu bebé?

A cárie dentária pode iniciar-se assim que nasce o primeiro dente. Para a evitar basta seguir pequenos passos como por exemplo:

Nos primeiros dias após o nascimento, limpe as gengivas do bebé, com uma gaze ou toalha limpa e húmida.

Se usar biberão, coloque apenas o leite materno ou o leite artificial e não adicione nenhum tipo de açúcar.

Desencoraje a criança a chuchar nos dedos.

Estabeleça bons hábitos alimentares desde cedo, limitando a quantidade e a frequência do consumo de alimentos e bebidas açucaradas.

Dica #9

Sabia que… a técnica 2x2x2 pode ajudar a manter os dentes mais saudáveis?

  • Lavar no mínimo 2 vezes ao dia;
  • Com minutos de escovagem;
  • Evitar comer durante 2 horas a seguir à escovagem.

Dica #8

Limpe os dentes e a boca da criança pelo menos duas vezes por dia (depois do pequeno almoço e antes de dormir), utilizando as técnicas específicas adaptadas a cada idade.

Desta forma, estará a criar um hábito de higiene oral que o seu bebé aprenderá a apreciar para sempre.

Dica #7

O stress pode causar bruxismo diurno ou noturno (apertar e ranger os dentes).

A utilização de uma goteira oclusal ou placa de relaxamento (proteção dos dentes feita à sua medida em silicone transparente), reduz significativamente as suas consequências incómodas (dores de cabeça e da articulação temporo-mandibular) e/ou irreversíveis (abrasão, recessão gengival e sensibilidade dentária).

Dica #6

A moderação no consumo de bebidas gaseificadas e açucaradas é essencial.

O consumo de 3 ou mais copos diários, pode aumentar em 62% os problemas dentários (cárie e corrosão do esmalte).

Esteja atento aos primeiros sinais de sensibilidade dentária.

Dica #5

Sabia que a maioria dos adultos têm 32 dentes: 12 molares (incluindo os 4 dentes do siso), 8 pré-molares, 4 caninos e 8 incisivos?!

Dica #4

Sabia que se não usar fio dentário à noite na lavagem dos dentes, 35% da sua superfície não é limpa?

Lave os dentes duas vezes por dia por dois minutos e use fio dental antes de ir para a cama e evite doenças.

Dica #3

É recomendado que visite o dentista pelo menos de seis em seis meses para uma limpeza e check up.

Marque já a sua próxima consulta!

Dica #2

Ir ao dentista não tem de ser um pesadelo.

A escolha de um dentista experiente, que explique detalhadamente o plano de tratamento a realizar e respetivo orçamento é fundamental.

O diálogo, o comportamento e os estímulos positivos, como a escolha de uma clínica com gabinetes amplos e claros são, aliados a um tratamento efetuado com delicadeza e sem dor, a combinação perfeita para deixar de ter pânico e ansiedade na sua próxima visita ao dentista.

Dica #1

O Diagnóstico Oral é fundamental para uma boa saúde oral!

É através deste check up que podemos saber se existe alguma patologia que incomoda ou poderá incomodar o paciente.

Dê à sua boca o tempo que ela merece!