Especialidade

Branqueamento

Em princípio, qualquer pessoa com um bom estado de saúde oral pode efetuar um branqueamento dentário. No entanto pacientes com problemas dentários, lesões de cárie, desgastes, sensibilidade dentária e outros podem necessitar de tratamentos prévios, daí a importância do branqueamento dentário ser realizado pelo seu médico dentista.

A seleção da técnica a ser usada depende essencialmente das condições clínicas de cada paciente, das suas expetativas e da rapidez de resultados de tratamento pretendidas. O seu médico dentista aconselha-o quanto à técnica mais correta e adequada para si, sempre com base na melhor relação eficácia/segurança.

Embora existam disponíveis no mercado (supermercados, farmácias e TV-Shops) produtos de venda livre publicitados como “branqueadores”, a OMD destaca que a segurança na utilização profissional de produtos branqueadores dentários está salvaguardada com a supervisão do médico dentista. Sendo certo que qualquer risco para a saúde oral dos utentes será prevenido, apenas e só, se optar pela supervisão do seu médico dentista.

De um modo geral os efeitos secundários, quer a nível dentário quer a nível das gengivas, estão relacionados com a concentração dos produtos, a forma como são aplicados e as condições específicas de cada paciente. Os mais frequentes são a sensibilidade dentária e algum desconforto gengival que usualmente desaparece com a interrupção do tratamento.

Fonte: www.omd.pt