O Prémio Nobel da Medicina 2017

O Prémio Nobel da Medicina 2017

Prezados pacientes,

2017 tem sido um ano de notícias que põem constantemente à prova a nossa resiliência.

Como o auto-conhecimento é tão importante para o desenvolvimento desta capacidade, gostaria de partilhar convosco um acontecimento que este ano me interessou particularmente e que, visto de uma forma simples, muito irá contribuir para o nosso bem estar individual e social.

O Prémio Nobel da Medicina 2017

Atribuído a Jeffrey C. Hall, Michael Rosbash e Michael W. Young, as suas descobertas “explicam como é que as plantas, animais e os seres humanos adaptam o seu ritmo biológico, para que esteja sincronizado com as mudanças constantes da Terra e as diferentes fases dos dia.

O Prémio Nobel da Medicina 2017

Este relógio biológico existe dentro de cada um de nós e regula funções básicas tais como o comportamento, os níveis hormonais, o sono, a temperatura e o metabolismo.

Quando a sincronia entre o ambiente externo e o relógio biológico é alterada, o nosso bem estar é imediatamente afetado.

Assim, na presença de um desalinhamento crónico dessa harmonia, cabe-nos investigar com minúcia pois pode estar correlacionado com as mais diversas doenças”.

Este estudo prova que existe, dentro de nós, o horário que nos permite antecipar as nossas necessidades; potenciar a nossa atenção e precisão; optimizar efeitos de medicamentos e anestesias; aumentar a predisposição para efetuar um determinado tratamento e, consequentemente, incrementar a rapidez de recuperação.

Partilho o link para quem deseje saber mais sobre este tema que é no mínimo apaixonante!

E como sinto esta altura do ano particularmente apropriada, quero expressar, em meu nome e de toda a equipa da Clínica Pinheiro Correia, a mais sincera gratidão pela vossa confiança, reiterando que tudo faremos para que a nossa relação continue sempre com o mesmo espírito de sinceridade e excelência!

Boas Festas!

O Prémio Nobel da Medicina 2017

José Pinheiro Correia
Diretor Clínico